terça-feira, 8 de julho de 2008

Ao piá fazedor de balaio

Ô, menino barrigudo!
Que que tem nessa barriga?
Tenho fome, muita fome
Fome muita, fome antiga

Ei, menino barrigudo!
Tu, que fazes na tapera?
Olho o azul e digo ao verde
Esperança, aqui, já era.

Diz de novo, barrigudo,
Que tens tu nessa barriga?
Como disse: muita fome
E dos homens, a intriga.

Ô, piá barrigudo
Cria dos Peabirus
Diga lá: como te chamas?
O meu nome é Jesus.

Ô, bugrinho barrigudo,
Tu, que tens nessa barriga?
Outra vez? Olha que falo!
Você quer mesmo que eu diga?

Mea culpa, massima culpa
Ao menino ninguém liga
Só a fome cuida dele
E faz dele só barriga.

2 comentários:

loans disse...

I like the way you wrote this kind of blog.


loans

free lotto disse...

Alla hu akhbar!!!