sábado, 22 de agosto de 2009

Professor da Fecilcam receberá prêmio

O professor Fábio Sexugi, da Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão (Fecilcam) vai receber o Troféu Fábio de Carvalho Noronha, uma premiação que é oferecida há 17 anos às melhores crônicas do Concurso Nacional de Poesia, Conto e Crônica da Academia de Letras de São João da Boa Vista - SP.

Com o texto “É hora de dar uma espiadinha!”, sobre reality shows, obteve o primeiro lugar. A cerimônia de premiação acontecerá no auditório da UNIFAE.

O interessante é que São João da Boa vista é vizinha de Limeira, onde, no começo do mês, Sexugi, ficou em segundo lugar no no XII Prêmio Cidadão de Poesia.

Além destes dois prêmios, recebeu outros sete no Brasil, em Portugal, no Uruguai e na Itália.

São eles:
Primeiro lugar no I Concurso Nacional de Poesia Caleidoscópio, promovido pelo Projeto Poesia Pública de Belo Horizonte, em outubro de 2008;

Primeiro lugar no IV Concurso Internacional de Poesía Latinoamericana, categoria espiritualidade, em fevereiro de 2009;

Terceiro lugar no XXIII Concurso Literário Internacional das Edições AG, março de 2009;

Primeiro lugar na categoria poesia e melhor composição literária no III Prêmio Primaverart de Lecce (Itália), em abril de 2009;

Primeiro lugar no Prêmio Letras da Primavera de Anadia (Portugal), em abril de 2009;

Menção Honrosa no X Prêmio de Poesia "Eduardo", de Trentola Ducenta (Itália) em maio de 2009;

Menção Honrosa no IX Concurso de Poesias CNEC/FACECAP de Capivari - SP, em junho de 2009.

domingo, 9 de agosto de 2009

"Rumo Certo" é isso.

Publicado em 20 de fevereiro de 2014, pelo site de notícias da Globo, o G1.

Alunos comem filé de tilápia, costela e 9 tipos de salada em escolas no PR

Merenda inovadora é servida em escolas municipais de Peabiru, no norte. Ideia é seguir tradições culinárias da região, além de melhorar a nutrição.

Erick Gimenes do G1

'Muitos pais dizem que a comida da escola é melhor que eles têm em casa', diz secretário. (Foto: Prefeitura de Peabiru/Divulgação)


Os alunos da rede municipal de ensino de Peabiru, no norte do Paraná, têm prato muitas vezes raro em mesas brasileiras: o cardápio do recreio inclui filé de tilápia à milanesa, galinhada, "vaca atolada" (prato típica da culinária caipira, com costela bovina e mandioca como principais ingredientes), arroz carreteiro e nove variações de saladas.


Além da merenda, os estudantes ainda ganham, todo dia, uma fruta diferente de sobremesa. A mudança na composição do prato foi feita no começo do ano letivo de 2014, segundo o secretário de Educação do município, Fábio Sexugi, para contemplar as necessidades nutritivas das crianças e adolescentes e, principalmente, para respeitar as tradições culinárias da região.

"Readaptamos a forma de preparo dos alimentos, para estimularmos uma alimentação saudável e com as tradições que temos por aqui. Crianças que, no ano passado, não comiam no colégio, agora esperam por essas refeições. Quando fizemos uma galinhada, por exemplo, nos preocupamos por ser um prato pouco aceito entre as crianças. Depois que servimos, a realidade foi outra: tivemos que fazer bem mais do que o previsto", lembra o secretário.

A merendeira Angelita Bonfim conta que o novo cardápio tem boa aceitação dos alunos. "É uma novidade muito boa na escola. Quando preparamos almôndegas ao molho, um prato que é inédito na merenda, as crianças adoraram".

De acordo com Sexugi, a intenção é que a próxima iguaria servida aos alunos seja a carne de carneiro, típica do norte paranaense. "Muitos pais nos dizem que a comida na escola é muito melhor do que a que eles têm em casa. Queremos criar um bom hábito alimentar nessas crianças, para que se desenvolvam melhor".

Atualmente, 1,4 mil alunos estudam nas nove escolas da rede municipal de Peabiru, conforme números da Secretaria de Educação. O orçamento anual para a compra merendas é de R$ 478 mil, conforme a Prefeitura.