quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Insônia


Céu lustroso
sem nuvem alguma
Um grilo ocioso
conta as estrelas
uma por uma

2 comentários:

Ninguêm disse...

colocarei seu link no meu blog
até
se puder, me mande alguma coisa sobre Sume.

Sr do Vale disse...

Queria eu na poesia do agora
ser um grilo contando estrelas.

abraços, mui encantado.