quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Xícara na sala

Um agradecimento especial à Prof. Eunice Radtke que levou minha xícara (lembram dela?) para a sala de aula. Ela me mostrou a reprodução do poema que um de seus alunos da 4ª série fez e decidi postá-la aqui.


A poesia foi usada durante um projeto que, entre outras coisas, abordou os poetas paranaenses. À Profª Eunice e a seus alunos, um abraço e um cafezinho!


10 comentários:

Patty disse...

Que graçinha Magister... Hmmm seus poemas ganhando o horizonte dos pequeninos *-*
Parabéns!!!

Fábio Sexugi disse...

Viu só?

Obrigado! Bjs!

Vylna Cassoni disse...

Achei por acaso e como sou fã de poemas e café, venho pedir permissão para postar em um dos meus blogs.
Abraços.

Fábio Sexugi disse...

À vontade, Vylna! Abraço!

Poéticamente correta disse...

Adorei o poema xícara!!! Você é muito talentoso parabéns xD

San Carvalho disse...

q coisa mais rica esse poema da xícara. é de uma delicadeza q me faz arrepiar. acho q pq sou "bebedoura" de café.

Hélio Dragoni disse...

Rapaz, que maravilhoso esse seu poema! Também gostaria de publicá-lo com os devidos créditos... Achei simplesmente "delicioso" rs... Abraço!

Anônimo disse...

Belíssimo poema. Em que ano ele foi escrito?

Sandra Garcia disse...

"Não é a xícara, não é a cor, não é a fumaça... É o calor, o gosto, a graça..."

Profª. Larissa Fernandes da Fonseca disse...

Olá, Fábio!! Estamos tentando contato para reprodução de seu poema em um material didático.
Se puder retornar para pesquisajpiaget@gmail.com agradeço muito.
Até mais!